T.M.R. Cav. da Rosa e da Cruz nº 21

Stacks Image 553

Gran Priorato Rectificado De Hispania

GUARATINGUETÁ - SP - BRAZIL

Regime Escocês Retificado. Maçonaria cristã. Convento das Gálias 1778 e Wilhelmsbad de 1782.

© 2019 - Design: nuestr@web.net - Imagens e conteúdo: GPRDH

T.M.R. Cav. da Rosa e da Cruz nº 21

Gran Priorato Rectificado De Hispania

Boas-vindas

Stacks Image 559

Esboço pendente

Regime Escocês Retificado. Maçonaria cristã. Convento das Gálias 1778 e Wilhelmsbad de 1782.

© 2019 - Design: nuestr@web.net - Imagens e conteúdo: GPRDH

T.M.R. Cav. da Rosa e da Cruz nº 21

Gran Priorato Rectificado De Hispania

Selo do Triângulo

Image



O Selo oficial do Respeitável Triângulo Maçônico “Cavaleiros da Rosa e da Cruz”, é composto por símbolos e cores distintivas, próprios do Regime Escocês Retificado, cujas origens remontam a Antiga Tradição Templária e sua conexão com os Cristãos Primitivos.

Dentro de um arco de ouro, de fundo branco, circundado por um círculo verde, está a Rosa Luterana, símbolo posteriormente utilizado pelos cristãos rosacruzes.

Este sêlo ou o símbolo completo, remete em sua essência ao nome do Triângulo: Respeitável Triângulo Maçônico Retificado “Cavaleiros da Rosa e da Cruz”, conforme explicamos logo abaixo.

EXPLICAÇÃO

Anel (dourado): O metal ouro, por sua preciosidade e brilho, remete ao astro rei Sol, a Luz do mundo e neste caso específico, simboliza a nova aliança entre os Cavaleiros de Cristo e o Pai Celestial. Este anel ou nova aliança simboliza a graça e as dádivas que os Cavaleiros de Christo recebem pela sua profissão de fé em Ieshua (Jesus), o Reparador.

“Em seguida Jesus tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: "Bebam dele todos vocês. Isto é o meu sangue de uma nova aliança, que é derramado em favor de muitos, para perdão dos seus pecados”. – Mateus 26:27-28

Círculo Verde: O Círculo no qual observamos transcrito o nome do Triângulo, possui cor verde, cor que representa a vida. Com este círculo nesta cor o sêlo transmite que somente através da nova aliança (círculo dourado) o humano conquistará a vida eterna (círculo verde).

Assim disse Ieshua aos seus discípulos:

“Eu sou o caminho, a verdade e a VIDA; ninguém retorna ao Pai, senão por mim”. – João 14:6

“Aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a VIDA eterna” –
João 14:6



Esquadro e Compasso: Fixados ao centro da Cruz estão: o Esquadro e o Compasso na cor dourada ou de ouro, ambos entrelaçados um ao outro. O esquadro e o compasso são os símbolos tradicionais da Ordem Maçônica. Nesta posição (entrelaçados) remete ao grau de união e companheirismo entre os irmãos maçons. Por isto esta disposição foi tradicionalmente adotada pela Maçonaria Retificada, para chamar a atenção do iniciado para o amor fraternal que deve imperar entre os irmãos. Além disso, o Esquadro e o Compasso entrelaçados representam também equilíbrio dos opostos, a harmonia universal, bem como a Retidão e Justiça que devem guiar a vida do Maçom Escocês Retificado.

Fundo azul: Lembra o céu, o Reino de Deus, o lar primordial ou original para o qual Christo retornou e indicou o caminho. A reintegração ao reino celeste deve o maior objetivo de todos os maçons retificados.

Rosa Branca: A rosa branca aberta no fundo azul representa a alma humana desabrochada no seio do Pai (Deus). É o corpo de glória que todo iniciado conquistará seguindo pela via cardíaca ensinada pelo Christo.

“O nosso reino está nos céus, de onde também esperamos o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo mortal em corpo de glória, que igual ao seu, sujeitará também a si próprio com todas as outras coisas”. – Filipenses 3:20-21

Coração Vermelho: Simboliza a via cardíaca que o Regime Escocês Retificado foi estruturado. Somente a via cardíaca ou a via do amor pode trazer o verdadeiro conhecimento (Gnose), a a Justiça divina e a vida eterna à alma humana.

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse AMOR, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse AMOR, eu nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse AMOR, nada disso teria proveito. Agora, pois, a fé, a esperança e o amor, dentre estes três, o maior destes é o AMOR”. – 1Coríntios 13:1,2,3 -13;

Cruz Preta: No centro da rosa, há uma cruz negra. A Cruz é símbolo do sacrifício do espírito (trave vertical) que desce à matéria (trave horizontal). A cruz também deve relembrar que Deus veio até nós, ao nosso encontro, com o seu amor para nos resgatar por intermédio de Ieshua (Jesus).

“Ninguém jamais subiu ao céu, a não ser Aquele que DESCEU do céu” – João 3:13

Já a cor negra representa o nigredo dos alquimistas, processo inicial da transmutação dos metais inferiores em ouro. É do negrume que renasce a fênix luminosa, a alma glorificada e imortal. É da putrefação no seio da terra que renasce a vida.

A Rosa em si possui as fases iniciáticas da transmutação alquímica da alma:

  • Cruz Negra – Nigredo;
  • Coração Vermelho – Rubredo;
  • Rosa Branca – Albedo;

Somente após perpassar por este processo alquímico de maturação espiritual, todos nós renasceremos em Christo, com Christo e como Christo.


“Filhinhos meus, por quem sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós”. – Gálatas 4:19

Regime Escocês Retificado. Maçonaria cristã. Convento das Gálias 1778 e Wilhelmsbad de 1782.

© 2019 - Design: nuestr@web.net - Imagens e conteúdo: GPRDH

T.M.R. Cav. da Rosa e da Cruz nº 21

Gran Priorato Rectificado De Hispania

Contato

Stacks Image 555



Formulário de Contato


Ao clicar no botão ENVIAR, você concorda em nos fornecer seus dados com o único propósito de processar a resposta à sua consulta. Uma vez terminado, seus dados serão destruídos.


Regime Escocês Retificado. Maçonaria cristã. Convento das Gálias 1778 e Wilhelmsbad de 1782.

© 2019 - Design: nuestr@web.net - Imagens e conteúdo: GPRDH